10 Carros clássicos mais caros

Publicado: 2020-10-15   Créditos Imagem : Ferrari

A marca de carros de luxo Ferrari é sem dúvida a marca de luxo que tem o mais número de carros com os maiores valores de vendas em leilões de carros clássicos.

1º Ferrari 250 GTO – 1962 Preço em leilão – US $ 49,4 milhões (€42,04 milhões)

A lista inicia com o Ferrari 250 GTO de 1962 que é o Santo Graal dos colecionadores de automóveis, mudou de dono o ano passado pelo valor de US $ 49,4 milhões (€42,04) no leilão RM Sotheby's Monterey. Foram construídos apenas 36 exemplares deste magnífico automóvel. Este lendário carro é recordista não só no seu valor em leilão mas também em recordes em pista. Edoardo Lualdi-Gabardi levou o recorde da Ferrari à vitória no Campeonato GT italiano de 1962 e é apenas um dos sete com carroceria da Série II.

 

2º Ferrari 250 GTO Berlinetta – 1962-63 – Preço em leilão - US $40,2 milhões (€ 34,21 milhões)

O segundo carro mais caro vendido em leilão tem também o cavalo na grelha da frente e é também um 250 GTO, só que desta vez é o 250 GTO Berlinetta-1962-63. Permaneceu durante 49 anos na mesma família, com provas fantásticas em corridas, incluindo um 2º lugar no Tour de France de 1962.

 

3º Ferrari 335 S – 1957 Preço em leilão – US $37,2 milhões (€ 31,66 milhões)

Mais um Ferrari na lista, o magnifico Ferrari 335 S de 1957 é um carro de corpo Scaglietti com uma legado de corridas admirável, incluindo um segundo lugar no Mille Miglia de 1957 e uma vitória no Grande Prêmio de Cuba no ano seguinte. Foi conduzido por vários pilotos de renome incluindo o campeão mundial de Fórmula 1 britânico Mike Hawthorn. Foram produzidos apenas quatro unidades deste carro o que contribuiu para o seu valor.


4º Mercedes-Benz W196 – 1954 Preço em leilão – US $31,7 milhões (€26,98 milhões)

O Mercedes-Benz W196 competiu em duas corridas do Campeonato Mundial em 1954 e 1955 e venceu as duas, com o piloto argentino em 1954, ajudando a conquistar seu segundo título mundial. Este foi o carro que reintegrou a Mercedes-Benz no mundo das corridas, dominadas pela Ferrari e Maserati, mesmo sendo um reinado curto, a Mercedes-Benz afastou-se das corridas após um acidente em 1955 e saiu das corridas competitivas por 29 anos, até 1994.

 

5º Ferrari 290 MM – 1956 Preço em leilão – US $29,6 milhões (€25,19 milhões)

Este 290MM com o chassis 0626 representa a Mille Miglia, para a qual foi projetada e venceu em 1956. Foram fabricados apenas quatro unidades e três ainda existem. Um foi vendido em 2015 por US $28 milhões (€23,83 milhões), os outros em 2018 por US $29,6 milhões (€25,19milhões).

 

6º Ferrari 275 GTB/4 S NART Spider – 1967 Preço em leilão – US $29,5 milhões (€25,11 milhões)

Apenas 10 Ferrari 275 GTB 4 S NART (North American Racing Team Spiders) foram construídos e este exemplar notável foi adquirido por Eddie Smith em 1968 que sempre o recusou vender, após o seu falecimento em 2007, o seu filho colocou em leilão em 2013, em que foi vendido por (US $29,6 milhões (€25,19milhões) e doou o dinheiro para obras de caridade.

 

7º Ferrari 275GTB / C Speciale – 1964 – Preço em leilão - US $28,7 milhões (€24,43 milhões)

Foi produzido como o sucessor do GTO pelo engenheiro da Ferrari, Mauro Forghieri que projetou três destes carros 275 GTB Competizione Speciale. As variações do 275 GTB C foram projetadas com uma carroceria de alumínio superleve para o Le Mans de 1965.

 

8º Jaguar D-Type – 1955 Preço em leilão – US $23,35 milhões (€19,87 milhões)

O Jaguar D-Type é um dos mais belos e rápidos carros de corrida de sempre. E é extremamente rápido obteve uma média de 104,47 mph (168Km /h) em 1955 em Le Mans e atingiu 156,868 mph (252Km/h) no Mulsanne Straight. O seu melhor desempenho foi durante a prova de Le Mans em 1957, onde conquistou o primeiro, segundo, terceiro, quarto e sexto lugar nas corridas de 55 carros.

 

 9º Aston Martin DBR1 – 1956 Preço em leilão – US $23 milhões (€19,57 milhões)

Esta máquina de meados dos anos 50 tornou-se o Aston Martin mais caro já vendido em um leilão, é primeiro de apenas cinco DBR1s construídos. O sonho do engenheiro britânico David Brown dono da Aston Martin foi realizado em 1959 quando o seu Aston Martin DBR1 venceu o prémio Le Mans. E em 1959 venceu no autódromo de Nürburgring em Colônia, Frankfurt Alemanha.

 

10º Duesenberg SSJ – 1935 Preço em leilão – US $22,4 milhões (€19,06 milhões)

O Duesenberg é um carro de luxo apresentado pouco antes da Grande Depressão, com o seu enorme e potente motor de oito cilindros em linha que poderia chegar aos 400 cv de potência no modelo SSJ supercharged e atingir os 60 mph (96km/h) em menos de oito segundos. Este magnífico e luxuoso carro pertencia ao ator Gary Cooper facto que certamente ampliou um pouco o seu valor, mas a atração principal é o próprio carro pela sua beleza e desempenho, é sem dúvida um autêntico monstro da estrada.

 

CLIQUE PARA ASSINAR A NEWSLETTER

Inscreva-se para receber as nossas campanhas de marketing com novidades e oportunidades